Abraço apertado

Descubro nesta floresta a clareira onde projecto criar o meu lugar. Com minhas mãos, escavo a terra, moldo o barro com que construo os tijolos. Desenho a forma, idealizo o sítio das coisas, absorvo o perfume fresco, saboreio os aromas e inspiro a minha criação. Neste pequeno espaço construo um mundo, como se fosse um Universo feito à medida da magia dos sonhos. Sei que nem sempre consegues ouvir-me como querias, sentir-me como desejarias, mas saberás sempre vir até esta clareira, no meio da floresta.

Espero, depois do anoitecer, para olhar pelo tecto do teu quarto e ver as estrelas indicarem o caminho secreto para o teu mundo. Enigma escondido entre constelações, abrigo onde me esperas e onde te encontro. Neste lugar, somos dois, ou até apenas um quando os corpos se unem num abraço. Tu, percebes em mim muito mais que eu, entendes como somos feitos dos mesmos átomos, e mesmo antes de te falar, sabes o que te digo.

Deixas-te estar, deitada a olhar, o céu profundo que até teu quarto vai para te espreitar, por entre essa janela pequena, junto ao telhado baixinho, sentes meu corpo em teu intimo, num detalhe paranormal que transcende todos os limites da nossa imaginação. Ficas ali, entre cores quentes, olhando a noite fria, e as estrelas brilhantes, distantes, mas tão perto do teu coração. E eu, detrás de ti, sentado, aconchego-te entre minhas pernas, num abraço apertado.

6 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Faça uma lista de grandes amigos,
quem você mais via há dez anos atrás...
Quantos você ainda vê todo dia ?
Quantos você já não encontra mais?
Faça uma lista dos sonhos que tinha...
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre...
Quantos você conseguiu preservar?
Onde você ainda se reconhece,
na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora...
Quantos mistérios que você sondava,
quantos você conseguiu entender?
Quantos defeitos sanados com o tempo,
era o melhor que havia em você?
Quantas mentiras você condenava,
quantas você teve que cometer ?
Quantas canções que você não cantava,
hoje assobia pra sobreviver ...
Quantos segredos que você guardava,
hoje são bobos ninguém quer saber ...
Quantas pessoas que você amava,
hoje acredita que amam você?
(Oswaldo Montenegro)

Desejo uma semana com muito amor, carinho e saúde
Um grande abraço do amigo
Eduardo Poisl

Sonia Schmorantz disse...

Nada melhor que um abraço apertado para melhorar o mundo!
beijo e boa semana

lia disse...

Tem aromas de prado
e de mar agitados,
músicas de ventos
e de folhas que se embalam,
Ondas de espuma
em beijos salgados,
Almas sem corpos
que em silêncio calam.

Sereia Azul* disse...

Um abraço reencontrado no cosmos, um silêncio feito melodia nos caminhos das estrelas.

A realidade não consegue apagar o encantamento do sonho, porque este não se vê, não se toca... sente-se com os sentidos da alma.

Layara disse...

Olá, deixei algo em meu Horizonte para ti, com muito carinho.

sereia encantada disse...

Um abraço apertado de almas que se querem juntas, algures num universo paralelo, em que o sonho concretiza um "desejo" que a realidade esvaneceu...