Desabrochar

Descubro-te, como flor por desabrochar. Toco-te a alma, imaculada, como guitarra por dedilhar. És som, suave e terno, música de encantar. No teu corpo me faço Homem, em teu ventre amadureço. Sou palavra esquecida, frase já lida, num livro deixado, perdido numa estante qualquer. Sou vento deste deserto, que sobre teu corpo esvoaça, sou alma, sou pássaro. Sou noite adormecida, mar em brando marulhar, sou apenas um pedaço da tua vida.

Meus dedos perdem-se em terras férteis de tua pele, macia, arada ao sabor desta magia. Sou Sol que te acaricia, em tardes de Verão ardente, sou beijo, molhado e dormente, que em tua boca sacia, a sede que a saudade trás marcada em meus lábios de gente. Sou dedo estendido que teus lábios lacra, guardando para nós este silêncio perdido, esta saudade contida, poema inacabado, que jamais será escrito.

Sou muito mais do que te digo, és muito mais do que se sente em mim, somos circulo, côncavo e convexo, palavras desfiadas sem nexo, que nos deixam presos ao momento. Somos amor, paixão, sentido sexto, movimento imperfeito. Tudo mais que te digo, daquilo que ainda não criei, és musa, que a cada traço inventei, mulher, perfume, essência, de minha própria existência. Aqui sentado te escrevo, imagino e desejo, que em teu âmago me guardes, como instante de insanidade, segredo que é, a mais pura verdade.

6 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Um texto muito romântico e especialmente bonito!
abraço e boa semana

Layara disse...

Guardo o poema inacabado e a cada dia um verso roubo de ti.
Como roubo teus beijos, meu segredo.
Toda vez que te encontro em tardes enluaradas em noites de sol quente.
Sem nexo
Complexo!
Paixão contida que me faz ser mais do que já fui.
És mais que vento quente
Mar,pássaro,noite adormecida...
És o silêncio que busco e trago a mim.
Desfiamos nesse tear de nossas vidas
um fio condutor que nos conduza a Nós!
Ficamos!
És um anjo inventado, que criei com perfume celestial,com luxúria na pele.
Em minha vã antes existência,perpetuo tua presença nos meus sonhos e desejos.
Em meu âmago te guardo
Todos os versos segredados
Todas palavras imaginadas
Rimando Amor com Amor!

lia disse...

Os segredos, guardados no mais íntimo dos íntimos dos seres, são a sua mais pura elementaridade, são a mais inegável verdade.Por si só "são", independentemente das existências que lhes queiram negar, do nexo que lhes queiram encontrar. E o teu segredo... "é" mesmo que o questiones...

sereia encantada disse...

Continuas a escrever divinamente...

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Olha,
a palavra parada;
Luta,
por letras ocultas;
Ouça,
os versos internos
Solta,
a nudez poética;
Escreva-se,
poesia
ao menos um dia,
Seja.

(Maísa)

Desejo uma linda semana com muito amor, esperança e carinho.
Abraços.
Eduardo Poisl

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Trás um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império


Convido-te a veres o teu mais profundo no “Espelho Mágico”


Doce beijo