Toque

Por entre o crepúsculo caminho, no silêncio do teu corpo, como se meus dedos fossem minhas pernas, como se minha boca fosse o vento que te percorre. Dormes, no macio dos lençóis, envolta em sonhos de ternura, em voos de loucura. Minhas mãos percorrem o mapa do teu perfil, como traço de carvão, como detalhe que esculpo em ti. A suavidade da tua pele, é prazer que dedilho, como cordas de uma guitarra, corpo teu que seguro em meus braços e toco.

Dispensas-me um olhar adormecido, vês em mim um anjo desconhecido, que com suas asas te leva aos umbrais do paraíso. Continuo, em digressão pelo teu corpo, alimentando minha pele do suave toque da tua, deliciando meu olhar com a tua doçura de criança adormecida, entregando-te a paz do meu espírito para que o teu voe comigo. Minha alma molda a tua aura, como se fosse macia como cera, esculpindo nela as imagens de um lugar esquecido.

Entre o espaço do tempo, descarrego em teu pensamento uma inundação de momentos, apagando as saudades de que a vida te carrega, compensando as agruras que o quotidiano te aporta, num sonho lindo, mágico, que em pequenas faíscas de luz se solta da ponta do meus dedos, penetrando a tua pele sem que te dês conta. Esta energia etérea atinge o centro do teu mundo, colocando-o a girar de novo, é a força do amor que te tenho, que te entrego em cada instante que contigo adormeço.

No raiar do dia, teu corpo relaxado desperta, sentes ainda no quarto um perfume de canela que minha aura deixou, como recordação do prazer que te entregou. Lá fora o mundo gira, e tu sentes-te viva.

9 comentários:

o Nosso cAstelo disse...

há uma vela q às vezes uso de açucar e canela, é deliciosa...belas palavras as tuas! boa semana

sereia encantada disse...

Aninhada entre as asas de um Anjo, podemos sempre voltar a sonhar!

Layara disse...

Caminho no silêncio de tuas palavras
Envolta de sonhos e emoções.
Percorro por entre os ponteiros do tempo,furtando segundos de tanta paixão.
Trago na pele a sedução que me aporta das chamas da tua mão.
Almas voam na Noite em portais secretos,mágicos,buscam palavras enfeitiçadas, sílabas aglomeram sentidos,sibilam na pele sensível de Poetas feitos Anjos. Almas sensíveis,enamoradas. Alimentam recordação,tocam de leve corpos adormecidos, que despertam com gosto de canela.
Almas de Poetas, carregam no peito a dor de tantos e tantos Poetas.

Palavras apenas, vindas do Horizonte Lilás, um Beijo Lilás em tua Semana!

o Nosso cAstelo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Úrsula Avner disse...

Obrigada meu caro autor por seu carinho em meu cantinho. Um abraço.

angela disse...

estou precisando da visita de um anjo como este.
abraços

lia disse...

Que lindo sentir de teus dedos brota em desenhos que se afiguram na minha mente. Há aromas nas tuas palavras que tornam presente um corpo etéreo de uma dimensão ausente que só os anjos conhecem. Anjo-homem que se faz presente, que torna presente o presente do seu sentir num corpo ausente.

Mari Amorim disse...

Bom dia!
"No raiar do dia, teu corpo relaxado desperta, sentes ainda no quarto um perfume de canela que minha aura deixou, como recordação do prazer que te entregou. Lá fora o mundo gira, e tu sentes-te viva."

Descrição perfeita.
Obrigada pela visita e comentário
Boas energias
Mari

SANA ARTE - editora da revista O CUIDADOR, arteterapia e oficinas disse...

Deves ser uma pessoa especial. A beleza de tua escrita adocica a alma.
Parabéns pela coragem de expor sentimentos tão delicadamente profundos. Raro nos homens.
www.marilicecosti@blogspot.com