Expiração

Dispo o corpo, para dar alma aos sentidos. Entrego-me nas asas desse vento que me leva, como nuvem vagueando pelo infinito. É noite, e cubro as estrelas no meu caminho, como pedaços de histórias perdidas que iluminam o percurso. Não sei onde me levas vento, não sei qual é o teu tempo, momento em que me abraças, me embalas e me acompanhas.

Não sei onde estás, és silêncio no meu horizonte, sigo teus passos como pedaços de letras que em frases já feitas me deixaste. Leio nas memórias, as histórias que recordo, como lugar de encontro entre nossos mundos. Saudade, é a palavra que escrevo, como memória de um tempo vivido, como abraço perdido em beira de estrada.

Adormeço, em teus braços, envolto nos sonhos que inventámos, viajo nas telas pintadas, tintas ainda molhadas pelas lágrimas da ausência. Beijo teu corpo desenhado, onde repouso meus braços, poeta cansado, em rimas desfeitas, vestido de versos desalinhados, em corpo dormente, exausto.

Em meu peito despido, recebo a brisa da tua expiração, vento quente, a que entrego meu corpo ausente, dormente. Espero o instante de tua inspiração, para acordar deste lugar onde me fecho quando não estás presente.

39 comentários:

anabelarmina disse...

"Espero o instante de tua inspiração, para acordar deste lugar onde me fecho quando não estás presente."
beijo grande, de um tamanho ainda por inventar

E.Rakowski disse...

Ola!!
durante a semana toda li teu blog,
infelizmente meu tempo é pequeno para este mundo virtual, mas aos poucos consegui ler-te,
quero dizer que achei lindooooo,
belas tuas palavras, me identifiquei muito com algumas,
percebi um amor desejado, presente nos pensamentos, no coração mas ausente na presença verdadeira...
Que possamos voar ainda mais em
todas as vontades, desejos e sonhos
e que seja permitido vôos cada vez mais ousados.. eu também não tenho meus pés no chão, não mesmo..

Desejo-te felicidades...

Beijo!!!

● BlackDreams disse...

cada palavra tua encaixa-se de uma maneira tão adquada no contexto, cada frasse é tocada pela magia da noite , traçando uma mancha de letras perfeita. Tens dom, adoro os teus textos, sem qualquer dúvida.

● BlackDreams disse...

* frase ( correcção ao meu comentário )

BEL disse...

Vendaval de mágoa na noite escura
Arrastaste – me assim em grande loucura
Leva-me para longe deste pensamento
Abismo da noite, em grande tormento

Porque não sais do meu pensamento
Abismo da noite vai-te no vento
Carrega contigo a mágoa e lamúria
Abranda em mim toda esta fúria

És tempestade, mágoa sentida
Lava incandescente, estou presa perdida
Abranda a fúria, sou cinza adormecida
Rasga-se a carne, não me dou por vencida

Passo por cima da cinza endurecida
Com uma certeza vivida
Sou também eu rocha consistente
Com uma certeza em mente

Hoje amanheci diferente
Publicada por BEL em 10:56

Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

ana p roque disse...

Sentida Expiração,com muita Inspiração.
Muito bom :)

Bj

confesso disse...

Lindo... Me fez silenciar e recordar amores distantes, histórias vividas...

Um presente poder ler você.


Beijos agradecidos...

Layara disse...

Há sempre um vazio, onde buscamos em sonhos viver o que passou.
Há sempre entre um parágrafo e outro
tantas lembranças a serem recordadas.
Há sempre uma dispersão de sentimentos na vacuidade, onde as vezes nos colocamos.

Um beijo Lilás!

(tuas palavras são sempre, tão minhas.)

angela disse...

"tintas ainda molhadas pelas lagrimas..", poderia destacar tanta coisa que repetiria o poema aqui.
beijos

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Residir no peito é fazer morada na alma da vida.

Beijo grande.

Rebeca

-

AFRICA EM POESIA disse...

vim
Leio-te e sei que é mesmo ...Magia.
obrigada pela visita e espero-te naminha poesia...
um beijo

Marta disse...

Inspira-te no tempo....
Na magia do tempo....
Lindo....
Obrigada pela vista
Beijos e abraços
Marta

Judite (Dite) disse...

"Viajo nas telas pintadas, tintas ainda molhadas pelas lágrimas da ausência..."
Esta expiração dava de facto uma bela tela. Consigo visualizar cada palavra e encaixar na minha pintura.
Os seus textos são tão profundos e magnificos.
Adorei!
Um beijo,
Judite

íSiS e meu Senhor disse...

A Magia da Noite!
Adorei seu blog, agradeço imenso a sua visita"
Espero que retornes assim como retornaarei e adicionarei em meus favoritos1
Super fim de semana
beijos lilázes
íSiS

neide disse...

Lento tuas palavras viajei no meu mundo de mágia, onde só a noite é testemunha da espera do amor, ainda tão distante e tão próximo da alma, do coração...

Seus textos são belíssimos.

Feliz final de semana

Bjss

bróculo disse...

muito sentimento, muito dom, imensidão de beleza presente num só texto. parabéns :)

♥ ♥ Rabiscando disse...

A noite, a saudade dos momentos felizes aflora com mais intensidade e a brisa noturna vem revelar memórias q ainda existem no coração.
Adorei te conhecer.

Vim te deixar o Selo Amigo, gostaria q vc aceitasse, está na lateral do blog.

Um ótimo fds!

beijos!

♥ ♥

lia disse...

Um sopro... deixo-te um sopro...
pela primeira vez, querido poeta... emanas alguma dor... afinal também tu precisas de alento... a memória não te basta como alimento... e a saudade marca, ritmada, teu tormento.
As memórias, as histórias, as frases feitas, o tempo vivido, o abraço perdido em beira de estrada são objectos que decoram teu "lugar", onde as velas perfumadas continuam acesas à espera desse amor que há-de voltar, para em teu reduto se encontrar.

Delirius disse...

"Adormeço, em teus braços, envolto nos sonhos que inventámos, viajo nas telas pintadas, tintas ainda molhadas pelas lágrimas da ausência. Beijo teu corpo desenhado, onde repouso meus braços, poeta cansado, em rimas desfeitas, vestido de versos desalinhados, em corpo dormente, exausto."

Teu poema está fantástico!
Beijo.

SILVIA disse...

Exraordinarios versos, bellos, lindos, emocionantes... que mas decirte? Precioso. Mil besitos!!!

su disse...

...há fragmentos que ficam sem molduras...

Macaires disse...

Texto envolvente e marcante. Sua fonte de inspiração deve ser muito especial. Parabéns!

Passei para agradecer e dizer que fiquei feliz por sua visita.
Gostei muito do seu espaço e com certeza voltarei outras vezes.

Abraço.
Marília

Sonia Schmorantz disse...

Antes de ler fiquei imaginando o que seria esta expiração, já que todos falamos em inspiração...mas agora compreendi, expiração nesse lindo texto, é aquele sopro morno e gostoso de quem suspira, sereno sopro...
Um abraço e lindo final de semana

Poetíssima disse...

Nossa...
é por essa e por outras que continuo vindo aqui!

SILVIA disse...

Por cierto, tienes un premio en mi blog. Pasa cuando te apetezca a recogerlo. Mil besitos!!

sonho disse...

O mundo dos sonhos...onde reina a saudade...
Bom fim de semana
Beijo de um anjo

Encanto do Amar disse...

Deixarei que na vastidão dos encantos idealizados, nossa memória possa sempre descrever quão lindo é a magia do amar,com suas infinitas cores,aromas,sabores,arrepios e o que mais o amor assim permitir. Essas são memórias de um tempo vivido,as vezes perdido em beira a estrada.Recordações de outros tempos.

Um beijo!

(deixo-te um desafio em Gotas do Amar)

Lídia Borges disse...

Maravilhosa esta prosa poética, cheia de imagens que nos enchem os olhos e a alma.

Obrigada!


Um beijo

Nikinha disse...

Gostei de conhecer seu espaço e seus textos. Demorei, mas cheguei por aqui.

Bom fim de semana =]

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A amizade é assim:
É sentir o carinho,
É ouvir o chamado.
É saber o momento
de ficar calado.
Amizade é somar
alegrias, dividir tristeza.
É respeitar o espaço,
silenciar o segredo.
È a certeza
da mão estentida.
A cumplicidade que
não se explica,
Apenas vive!

¨Olavio Roberto¨
Desejo um lindo final de semana
Abraços

Desnuda disse...

Aqui venho para ler e me deliciar com estes textos maravilhosos. Suspiro...


Beijos e ótimo fim de semana

Graça disse...

Ler-te faz muito bem! Belo texto.


Bom domingo e um beijo meu

Albä disse...

Bienvenido a mi pequeño rinconcito de escritura, gracias por detenerte un rato en él para dejar tu huella y hacer ver lo mágica que puede llegar a ser una noche.
Tienes mucha razón en tu comentario.
En la vida debemos aprender a valorar los pequeños momentos.
Saludos y una vez más; gracias.
Albä.

A.S. disse...

Magia...

Sempre bela, intensa, sensual!...


Beijos meus!

RosanAzul disse...

Olá Poeta, lindos, profundos e sentidos versos embalados na magia que expressas neles... Parabéns!
Te convido a conhecer a "Canção dos Ventos" no meu blog.

RosanAzul disse...

Olá Poeta, lindos, profundos e sentidos versos embalados na magia que expressas neles... Parabéns!
Te convido a conhecer a "Canção dos Ventos" no meu blog.

Rosani Nauar disse...

Que lindo seu texto, um sopro de luz para minha alma. Parabéns pela magia que tem seu blog.


beijos,

Sandra Timm™ disse...

Sem palavras... fiquei boquiaberta... lindo!

António Gallobar disse...

Excelente blogue, com muita criatividade e inspiração, parabens vou ficar um pouco mais lendo estes textos magnificos. Vou voltar, parabens