Silêncios

Abraço o tempo, na esperança de o segurar, como último impulso, como último desejo de te amar. Espero no silêncio encontrar, um resquício de tua voz, um sussurro, um murmurar. Espero, calado, para poder escutar o teu respirar, como se soubesse nele encontrar o teu desejo, profundo suspirar que tua alma solta, sabendo-me aqui, esperando-te regressar nesse mesmo mar, onde te entregas aos meus desejos.

Abraço-te o corpo inerte, como se fosses feita de vento, percorro tua pele ausente, como se sentisses cada desejo meu. Pedaço de prazer que te arrepia o corpo, desperta e enlouquece. Em silêncio, persigo o teu traço, caminho encantado que me leva ao teu regaço. Momento, aquele em que te tomo, te faço minha e te desfloro. Instante de singela loucura em que me faço em ti, semente crescente, Lua imensa que tua pele abraça, numa noite que para nós será sempre eterna.

Depois do prazer, ficam as recordações, mensagens sublimadas de uma amor que se consome, em suaves golos de luxuria, em pequenas doses de ternura. Amantes despidos, em lençóis perdidos, abandonamos os corpos ao sabor das letras de que são feitos, sabendo que estes silêncio nada mais são que a nossa própria conversa.

10 comentários:

intemporal disse...

bonito

angela disse...

Alguns momentos da vida são eternos, vivem pra sempre dentro da gente.
beijo

lia disse...

Quantas vezes nos silêncios há entendimentos que as palavras infieis aos sentimentos não sabem descrever...
Amo tuas letras.

ana margarida disse...

escreves mt bem...ao estilo delicado e sensual a que nos habituaste...e os silencios são (des)construçoes de sonhos e desejos dispersos na brisa e congregados na alma.

Anjo vermelho disse...

que sentimentos acompanhado da musica do alezandre pires caiu muito bem..voce desenvolveu um texto cheio de desejos..

meus parabens...que magia deliciosa de sentir *-*

seja bem vindo ao meu cantinho faz parte do meu coração tbm agora...

beijos enormes!

Layara disse...

Murmurios acompanhados de silêncios e desejos, suspiros e quiça retornos.Retornamos sempre ao encanto de tuas letras.
Os murmúrios ao longe,nas recordações sempre acompanham sentires e há uma energia que nos envolve quando eles nos chegam doce, em qualquer momento em qualquer tempo, esse tempo que seguramos como a eternidade de um sentir.

Um beijo Lilás!

Poetíssima disse...

Gostei do que vi por aqui.
Obrigada pela visita.
Volto..
Amo roxo!
Abraços!

Encanto do Amar disse...

Amor que se consome em doses de ternura.Um encanto e mágico amor.
Com ternura saboreamos teus pensamentos.

Sara disse...

Gostei muito.

Existem momentos na nossa vida inesqueciveis, muito deles os mais simples.

Existem silêncios tão ou mais importantes que certas vivências.

Pena é que muitas vezes não os compreendamos e os apreciemos como deveriamos.

Parabéns pelo Post.

Beijos

A.S. disse...

Há momentos únicos e irrapetiveis, que nos arrebatam e fazem renascer as emoções e despertar todos os sentidos!

Belissimo este teu texto...


Beijos...